Sinal Fechado


(Exercício de Texto – Sinal Fechado / Chico Buarque)

Estranho era entender a relação que se estabelecia desde a terna idade entre aquelas duas almas que pulsavam energia e felicidade. Tudo começou nos primeiros anos do colégio onde se conheceram na decida para o intervalo. Primeiro a troca de olhares, depois os comentários na fila do lanche, depois de alguns anos, sentadas à mesa durante horas conversando sobre os mais estranhos e interessantes assuntos a cerca da sociedade. Eram dias lançados ao tempo, horas gastas nos mais belos passeios, nos mais divertidos momentos juntas, na luta por ideiais em comum. Era uma amizade invejável, interessante a ponto de serem confundidas como irmãs. Uma ligação que poucos explicariam.

E tudo acabou na poeira do tempo. Após o colégio as vidas divergiam aos poucos e os sentimentos esfriavam. O olhar já não era mais o mesmo, as conversas não eram mais tão calorosas como antiganente, principios mudados, sonhos perdidos. Tudo na poeira do tempo. Seguindo suas vidas relativamente normais, em uma tarde quente de verão, uma indo ao trabalho, a outra voltando para casa. O farol fecha, e de repente em carros paralelos elas se encontram. Eram 20 anos passando como um flash back sem pausa para o lanche.

(Diálogo)

Giovanna Sapienza

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: